maintitleUma das funcionalidades nativas nos computadores e notebook´s que colaboram no acompanhamento da integridade dos discos rígidos é o S.M.A.R.T. (Self-Monitoring, Analysis and Reporting Technology – Tecnologia de Auto-monitoramento, Análise e Relatório), esse recurso praticamente invisível ao usuário avalia a confiabilidade das unidades de armazenamento mecânicas e ao menor sinal de falha ou ameaça maior faz surgir um aviso alertando do problema, sugerindo efetuar um backup de todos os arquivos e substituição por unida unidade confiável.

Como muitos outros dispositivos é praticamente impossível a vida útil total deles, nos casos das unidades de armazenamento a preocupação é maior pois nela residem as mais variadas e importantes informações. Para o caso dos discos rígidos mecânicos o recurso tornou-se de grande importância por não afetar o funcionamento enquanto monitora ininterruptamente sua integridade e como já informado, alertando ao menor sinal de problemas.

Ainda que de longa data praticamente nenhum sistema operacional possui de maneira nativa ou fácil, qualquer utilitário que permita visualizar a integridade do disco rígido através do S.M.A.R.T, infelizmente sendo apenas um componente de alerta ou inibidor é comum para aqueles que conhecem essa funcionalidade, desabilitá-lo para transpassar os frequentes avisos a toda vez que o equipamento é ligado, para os que não conhecem ao perceber esse aviso e procurar por auxílio não é incomum a primeira dúvida ser a possibilidade de desativar esse recurso, ingenuamente acreditando que o problema foi resolvido quando na verdade ele ficou oculto.

Com o avanço do conhecimento sobre suas funcionalidades, surgiram programas entre gratuitos e pagos que permitem entender melhor as suas funcionalidades ou até mesmo antecipar condições embora aceitáveis para o S.M.A.R.T., já possam representar algum perigo para o disco rígido ou a permanência dos dados sem algum backup.

É abordado aqui apenas dois deles, embora tendo suas versões comerciais permitem utilizar boa parte dos seus diagnósticos de maneira gratuita, com a evolução do armazenamento para unidades SSD (Solid State Drive – Disco de Estado Sólido) surgiram versões para essa arquitetura então ao procurar um programa de diagnóstico como esse confirme ser compatível com o seu dispositivo.

Verificando a integridade do S.M.A.R.T. com o CrystalDiskInfo

O software escolhido foi tanto pela gratuidade quanto facilidade de utilização, não apenas isso podendo ser utilizado sem a necessidade de instalação ainda que abordando apenas o sistema operacional Windows.

Além de gratuito e de código aberto, o [ CrystalDiskInfo ] pertence ao grupo de programas fáceis e relativamente intuitivos de utilizar, comentando sobre a versão portátil e para discos mecânicos que depois de descompactado, clicar 2x no executável compatível com sua versão do Windows -32bits ou 64bits- fácil de identificar pelo nome sugestivo do executável..

Assim que o CrystalDiskInfo estiver em execução, será apresentado um aplicativo bem simples de entender, já na tela principal exibindo diversas informações sobre a unidade de armazenamento com destaque para o S.M.A.R.T.. Não existindo nenhuma anormalidade na unidade analisar um botão em destaque exibirá a informação (Saudável), a temperatura identificada também é exibida com relativo destaque e possuindo mais unidades identificadas basta clicar nela para uma rápida análise de sua integridade.

Outros resultados apresentam a informação (Ruim), geralmente indicando uma unidade que está danificada ou muito próxima falhar, ainda que o S.M.A.R.T. não tenha alarmado sobre essa condição, o próximo diagnóstico vai informar (Alerta) para os caos onde a unidade apresenta alguns indicadores problemáticos, mesmo não muito graves já sugerem providenciar o backup dos arquivos além de providenciar a troca do periférico e por último o (Desconhecido) quando não consegue interpretar as informações do S.M.A.R.T. ou não reconhece a unidade de armazenamento. Lembrando que dependendo da versão pode apresentar uma tradução com outras palavras porém o conjunto de cores para classificação é sempre o mesmo.

imagem1

Abaixo da tela principal em um pequeno formato de grade são exibidas diversas outras informações relacionadas à integridade do disco rígido, como são informações técnicas então possivelmente difíceis de interpretar é recomendável ler a documentação do S.M.A.R.T. [ clicando aqui ] explicando esses indicadores, alguns deles mesmo técnicos permitirão compreender quais indicadores apresentam algum tipo de alerta quando o principal apresentar o diagnóstico diferente de (Saudável).

Pela simplicidade do software ao apresentar a integridade da unidade de armazenamento através de um ambiente gráfico, poucas opções são disponíveis mas uma delas merece destaque, a possibilidade de inicializar o programa junto com o sistema operacional -preferencialmente na versão de instalação-, incluindo um reforço no monitoramento de suas unidades de armazenamento de maneira que possa antecipar ainda mais alguma anormalidade que o periférico possa vir a apresentar

Para ativar este recurso basta acessar o menu «Função» e ativar as opções «Residente (Ícone na Bandeja)» e «Iniciar com o Windows».

imagem2

Utilizando o Prompt de Comando para diagnosticar o SMART

Embora o Windows não tenha uma solução nativa e muito menos didática, é possível obter alguma informação sobre a integridade das unidades de armazenamento, utilizando o atalho windows+R e na caixa de texto digitando cmd e clicando em [ok] para a acessar o Prompt de Comando, já no ambiente também conhecido como console, digite o comando abaixo seguido de [enter].

imagem3

wmic diskdrive get status

imagem4
Caso a unidade de armazenamento esteja funcionando corretamente, as poucas informações apresentadas serão algumas linhas exibindo a mensagem «Status» e «OK»,mesmo assim é preciso lembrar de executar o comando já na unidade a ser avaliada, embora simplificado ele busca na mesma origem recurso então apresentando as condições «Bad», «Caution»do e «Unknow» se houver algum problema com a unidade de armazenamento.

O que fazer quando a integridade está comprometida ?!

Considere que o alerta do S.M.A.R.T. não deve ser tratado como desesperador, afinal ele está antecipando uma condição futura mais crítica e que entre a identificação e confirmação pode decorrer um bom tempo. Ainda assim tendo a prevenção como excelente estratégia, se não possua nenhuma atividade de backup até agora, é o melhor momento para estabelecer uma e não apenas isso, planejar a troca da unidade armazenamento em alerta sem muita demora.

Dessa maneira mais do que conhecer melhor qual a utilidade do S.M.A.R.T. e os riscos de permanecer com unidades de armazenamento em alerta por ele é entender o nível importância que as informações armazenadas nessas unidades tem atualmente, mesmo tendo programas gratuitos de recuperação eles geralmente estão limitados a poucos Gigabytes senão relativamente complexos de operar, partindo para as soluções pagas a mais confiável e obviamente cara é enviar o disco rígido para uma empresa de recuperação ultrapassando facilmente do valor de mercado do periférico.

Novamente sugerindo as soluções Iperius Backup [ clicando aqui ] por ser muito oportuna, desde a versão gratuita até as comerciais promovendo facilmente a produção e restauração dos arquivos de backup e não suficiente, possui mecanismos que identificam e inibem a inclusão de arquivos contaminados por hardware, dessa maneira mantendo além dos arquivos a própria execução do backup íntegra e confiável.

Conclusão

Ainda que pouco conhecido e praticamente transparente para o utilizador, o S.M.A.R.T. tem alertado com muita serventia sobre panes iminentes em suas unidades de armazenamento aos mais variados desavisados, infelizmente costuma ser um recurso que precisa ser ativado no B.I.O.S. da Placa-mâe é comum pelos técnicos já procurar e ativar essa funcionalidade.

Uma vez ativo nada é percebido no uso do aparelho até esse sistema de monitoramento identificar e alertar sobre uma falha iminente no dispositivo monitorado, dessa maneira o artigo apresentado teve o objetivo de detalhar um pouco mais sua utilidade, maneiras de aprender a interpretá-lo através de software ou mesmo que de maneira simplificada pelo sistema operacional, por fim algumas sugestões do que fazer ao presenciar seus arquivos assim como preservação dos arquivos armazenados nessas unidades.



Utilizando o recurso S.M.A.R.T. para avaliar a integridade do seu disco rígido
Iperius Backup Brasil
*****************************************

PLEASE NOTE: if you need technical support or have any sales or technical question, don't use comments. Instead open a TICKET here: https://support.iperius.net

*****************************************

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

*****************************************

PLEASE NOTE: if you need technical support or have any sales or technical question, don't use comments. Instead open a TICKET here: https://support.iperius.net

*****************************************